Maio no Museu

Oficinas de “Documentação e Conservação de Acervos Museológicos”
de Museu Prudente de Moraes

Período: de 15/03 a 31/05
Horários: todas as terças-feiras das 9h às 11h30 e das 14h às 16h30

O Museu Prudente de Moraes promove nos próximos meses oficinas sobre Documentação e Conservação de Acervos Museológicos. Os encontros serão semanais e ministrados por Ana Torrejais, conservadora e restauradora responsável pelo acervo do Museu.
As oficinas serão organizadas por módulos de assuntos complementares, com a duração máxima de 4 semanas cada e ocorrerão às terças-feiras, sendo organizadas em 2 turmas com 4 participantes cada.
Poderão se inscrever profissionais de museus, universitários e interessados em geral que possuam o ensino médio completo.
Ao final das oficinas, será emitido certificado de participação para uma carga horária máxima de 10 horas para os participantes que comprovarem participação total das oficinas de cada módulo. Os módulos são independentes, não sendo necessário cursar todos os três.

Programação:
Primeiro módulo (15 de março a 05 de abril) – “Gestão de Riscos e Higienização de Acervos”
Segundo módulo (12 de abril a 03 de maio) – “Sistemas de Classificação e Catalogação de Acervos”
Terceiro módulo (10 de maio a 31 de maio) – “Diretrizes e Procedimentos de Conservação de Acervos”

Exposição “A Escola Realista de Piracicaba”
de Lar dos Velhinhos de Piracicaba

Curadoria: Equipe do Museu
Período: 25/03 a 21/05

O Museu Prudente de Moraes apresenta a exposição “A Escola Realista de Piracicaba”.
A mostra traz ao público obras de artistas ligados ao realismo ingênuo e erudito que fizeram a história das artes plásticas na cidade no século XX. São grandes mestres e seus alunos que retrataram paisagens e personagens característicos de cidades do interior paulista, tendo Piracicaba como cenário.
Nesta exposição teremos obras de Archimedes Dutra, Pádua Dutra, Manoel Martho, Pacheco Ferraz, Olavo Ferreira da Silva, Alberto Thomazi, Manoel Rodrigues Lourenço, Maria Cecília Neves, Maria José Spironello e Jairo Mattos.
O acervo pertencente ao Lar dos Velhinhos de Piracicaba sai da instituição temporariamente para ganhar maior visibilidade no Museu Prudente de Moraes, tornando assim mais acessível o contato do público com obras de extrema importância para a história das artes plásticas piracicabanas.
A mostra é realizada em parceria com o Lar dos Velhinhos através de seu atual presidente Sr. Yvens Marcondes.

Projeto Propagando Arte
em parceria com a APAP

Curadoria: Equipe do Museu Prudente de Moraes
Período: 26/04 a 31/05

O Museu Prudente de Moraes inicia neste mês de abril o projeto Propagando Arte, em parceria com a APAP (Associação Piracicabana dos Artistas Plásticos).
O projeto visa receber mensalmente obras de arte provenientes de artistas locais, contribuindo para a divulgação dos trabalhos e da arte em geral, fornecendo ao público visitante uma mostra significativa do que se tem produzido nas várias faces das artes plásticas.
Nesta primeira mostra, teremos obras dos artistas Carlos Valério, Celito Bonette, Gracia Nepomuceno, Margarete Zenero e Silvia Dionízio.
A exposição ocorrerá em uma sala do Museu ambientada com móveis dos séculos XIX e XX, integrando assim as obras ao espaço histórico.

Palestra Centenário da Estação da Paulista
com Edilson Rodrigues de Morais

Data: 04/05
Horário: 16h

O Museu Prudente de Moraes traz ao público uma palestra que abordará os 100 anos da Estação da Paulista. O evento será ministrado pelo jornalista Edilson Rodrigues de Morais, autor do livro “Centenário da Estação da Paulista”.
A estação foi inaugurada oficialmente no dia 29 de julho de 1922 com a chegada da primeira locomotiva pertencente à Companhia Paulista de Estradas de Ferro, que partiu da Estação da Luz, em São Paulo.
A locomotiva composta por uma máquina e sete vagões de passageiros fez o percurso pela linha tronco vindo da capital paulista até a Estação Recanto, em Nova Odessa, para então, desviar sua rota em direção ao trecho do novo ramal ferroviário. Nos vagões da viagem inaugural estavam presentes representantes do governo paulista, artistas, senadores, deputados, jornalistas e membros da Companhia Paulista.
Com a inauguração e a abertura do tráfego público, o ramal de Piracicaba passou a funcionar no dia seguinte, em 30 de julho, com os trens partindo em horários regulares pela manhã e à tarde por 55 anos, até a desativação da linha para o transporte de passageiros em 15 de fevereiro de 1977. O transporte de cargas seguiu em atividade até 1995, quando a linha foi desativada por completo.
Edilson Rodrigues de Morais resgata essa centenária história em seu livro “Centenário da Estação da Paulista”, obra apoiada pela Lei Emergencial Aldir Blanc nº 14.017/2020. Com 96 páginas, o livro digital pode ser baixado no formato PDF através da página do IHGP (Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba) em www.ighp.org.br.
O jornalista disse que a obra é uma homenagem ao povo piracicabano e um presente às futuras gerações que terão a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre esse monumento histórico e cultural que foi tombado e que descansa em paz no alto do bairro da Paulista, em Piracicaba.

Recital de Piano Dia de Las Madres
com o maestro JJ. Ortiz

Datas: 06/05,às 19h30
07/05, às 11h30

O Museu Prudente de Moraes apresenta ao público o recital de piano Dia de Las Madres, em comemoração ao Dia das Mães, com o maestro internacional JJ. Ortiz. O evento musical contará com apresentações de jovens alunos e de artistas convidados que interpretarão canções em homenagem a todas as mães presentes.
Serão realizadas duas apresentações no Museu. A primeira ocorrerá no dia 06 de maio, às 19h30, e contará com a participação do Grupo Ocêis, composto por JJ. Ortiz, Eva Leoni, Sirlene Martins, Silvana Scauri, Jecino Silva e Cirilo Brancaleone. O grupo possui um repertório eclético e contemporâneo, composto por membros com vivências diversas pelos caminhos da música, tanto em voz, solo, canto coral, como instrumental.
Já a segunda apresentação, no dia 07 de maio, às 11h30, contará com a participação dos alunos do maestro JJ. Ortiz, interpretando músicas diversas.
José Jesús Ortiz, mais conhecido como JJ. Ortiz, é pianista, cantor, compositor, maestro e professor de música. Nascido na Venezuela, iniciou no mundo da música muito cedo. Aos 10 anos de idade já dominava com perfeição todos os instrumentos da banda (16 instrumentos). Realizou diversas turnês mundiais e também foi pianista de cúpulas presidenciais por diversos anos nas Américas e Europa.

Exposição Itinerante “Museu Prudente de Moraes: 65 anos de história”
de Museu Prudente de Moraes

Curadoria: Equipe do Museu
Período: 17/05 a 01/07

No ano em que o Museu Prudente de Moraes comemora 65 anos, a instituição, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Piracicaba, leva às unidades do Centro de Educação Digital uma exposição itinerante, intitulada Museu Prudente de Moraes: 65 anos de história.
A mostra é composta por banners que retratam a trajetória do Museu nesses 65 anos, além de suas ações educativas e culturais, programas sempre presentes no cotidiano institucional. O objetivo é levar informações da história do Museu para todas as regiões da cidade, atendendo 14 polos dos Centros Digitais, além da própria sede da Secretaria de Educação.
Com isso, o Museu Prudente de Moraes espera atingir o público frequentador dos Centros Digitais, despertando assim a intenção destes em visitar o local e conhecer a história do Museu e de Piracicaba.
Inicialmente, entre 17 de maio e 01 de julho, a exposição itinerante estará no hall da Secretaria de Educação. Após esse período, a mostra percorrerá os Centros de Educação Digital, atendendo assim diversos bairros do município

Programação da 20ª Semana Nacional de Museus – IBRAM – Instituto Brasileiro de Museus
Tema: “O Poder dos Museus”

Período: 16 a 22/05

A Prefeitura Municipal de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural (Semac) e do Museu Prudente de Moraes, participa da 20ª Semana de Museus, entre os dias 16 e 22 de maio, com programação presencial e online.
A Semana Nacional de Museus acontece anualmente para comemorar o Dia Internacional de Museus (18 de maio), quando os museus brasileiros, convidados pelo IBRAM (Instituto Brasileiro de Museus), desenvolvem uma programação especial em prol dessa data.
Com o tema “O Poder dos Museus”, o Museu Prudente de Moraes preparou uma programação com ações presenciais e virtuais, como exposição de arte, visitas guiadas, oficinas de documentação e conservação e exposições virtuais através de sua página na plataforma Google Arts & Culture e de seu site.
Durante a Semana de Museus estará em exibição a exposição temporária “A Escola Realista de Piracicaba”, com pinturas e esculturas de grandes mestres das artes plásticas de Piracicaba do século XX.
Já a visitação guiada contempla a evolução urbana da cidade de Piracicaba e a história política e pessoal de Prudente de Moraes, primeiro presidente civil do Brasil.
Também neste período, ocorrerão as oficinas de Documentação e Conservação de Acervos Museológicos, que são ministradas pela restauradora/conservadora Ana Torrejais, responsável pelo acervo da instituição.
Na plataforma Google Arts & Culture, o Museu Prudente de Moraes possui duas exposições virtuais: uma que retrata a vida pública e privada de Prudente de Moraes, primeiro presidente civil do Brasil e outra que aborda a história do Museu, que este ano completa 65 anos. Já em seu site, pode-se encontrar parte do acervo digitalizado, história da cidade de Piracicaba e também do presidente, além de jogos online para aprender brincando.

Lançamento do livro “Geração Selfie”
com Rodolfo Capler

Data: 21/05
Horário: 10h30

O Museu Prudente de Moraes promove o lançamento do livro “Geração Selfie”, do autor Rodolfo Capler. A obra aborda a mais nova geração de jovens, de quem são e de quem podem ser. Fornece uma análise de seus principais comportamentos na era digital. Esses são os pontos de partida do livro de Rodolfo Capler.
O autor entrevistou trezentos estudantes do ensino médio em diversas escolas e comenta o que ouviu utilizando pesquisas realizadas no mundo nos últimos anos. O resultado é um quadro detalhado e apaixonante de como os adolescentes e jovens brasileiros vivem as suas primeiras experiências e de como enxergam o mundo a sua volta. Como se relacionam com as mídias digitais? De que forma lidam com a sexualidade e com a religião? O que pensam sobre o feminismo e sobre o racismo? Como enfrentam suas crises emocionais?
Todo esse material forma um forte retrato da realidade dos jovens brasileiros. Não é surpresa que muitos dos perfis narrados pelo autor se assemelham aos de jovens de outros países como Estados Unidos, Inglaterra e Japão. Por meio das pesquisas geracionais expostas no livro o leitor poderá fazer comparações com o contexto brasileiro, pois há muitos pontos em comum com a nossa realidade.
Assim, o livro Geração Selfie faz um chamado urgente para a necessidade de dialogarmos com a nova geração, esquecermos preconceitos e nos envolvermos com suas demandas. Um livro indispensável para mulheres, homens, garotos, garotas, pais, mães, professores e líderes espirituais.

Concerto em Homenagem a Américo Jacomino
com o Gabriel Angelo

Data: 27/05 (sexta-feira)
Horário: 19h30

O Museu Prudente de Moraes apresenta um concerto em homenagem a Américo Jacomino, idealizado pelo violonista Gabriel Angelo.
O objetivo do evento é trazer à tona e apresentar ao público piracicabano algumas das grandes obras do compositor e violonista Américo Jacomino para violão solo.
Américo nasceu em São Paulo no ano de 1889 e é filho de migrantes italianos. Junto a Agustín Barrios e Josefina Robledo foi um dos pilares para o desenvolvimento do violão solista de concerto no Brasil ao decorrer do século XX. Já entre 1912 e 1915 gravou seus primeiros discos, resultando em um grande concerto realizado no Conservatório Dramático e Musical de São Paulo, o que segundo o pesquisador Gilson Antunes foi “um marco da história do violão, pelo tom da crítica positiva, que reverberou por toda a carreira do músico” (2008).
O músico tocava o violão de maneira invertida, porém, sem trocar a ordem das cordas, por isso recebeu o apelido de “canhoto”. Além de ser o primeiro grande violonista concertista brasileiro também atuou tocando em conjuntos musicais, ganhou o primeiro concurso de violão da história da música brasileira, escreveu um método de violão ainda hoje publicado e compôs um dos grandes hinos da história do violão brasileiro – a valsa Abismo de Rosas. “Entre outras músicas conhecidas ainda hoje estão a Marcha Triunfal Brasileira, a Marcha dos Marinheiros, o choro Olhos Feiticeiros, a Fantasia sobre o Guarani de Carlos Gomes, o tango Guitarra de Mi Tierra e o fox A Menina do Sorriso Triste” (ANTUNES, 2008).
Canhoto morreu precocemente no ano de 1928 na capital, contudo, deixou um legado enorme para o desenvolvimento do violão brasileiro.
Convidamos a todos para esse maravilhoso concerto em sua homenagem, no qual o público poderá apreciar diversas composições de sua autoria, incluindo valsas, choros, marcha, mazurka e tangos, interpretadas pelo violonista Gabriel Angelo.

Gabriel Angelo é violonista clássico, começou seus estudos, particularmente, em 2014 o que possibilitou o ingresso no curso de Bacharel em Violão Erudito no Instituto de Artes da Unicamp em 2016. Com essa graduação em andamento deu início ao curso de Licenciatura em Música no ano de 2019. Em 2020 encarou um intercâmbio patrocinado pela AUGM para a Universidad de la República (Uruguai), onde foi aluno do Mauro Marasco e participou ativamente das apresentações do Núcleo Música Nueva de Montevideo em importantes Teatros da cidade uruguaia.